Acabando com a introdução…

E é assim que se passa relativamente à Universidade Júnior, que encerra em Setembro o seu programa de 2016 com as escolas de introdução à investigação.

Já em Julho se tinha realizado a Escola de Química e Bioquímica, que recebeu nos laboratórios do departamento homónimo da Faculdade de Ciências (FCUP) os 20 estudantes que para ela foram selecionados, tendo a possibilidade de, integrados em equipas de investigação, perceber diversas facetas do desenvolvimento atual do conhecimento em química e as suas áreas de aplicação. Este ano, entre outros, os estudantes puderam participar em projetos de química ambiental, proceder a análises químicas e toxicológicas, estudar a viabilidade de determinados vetores de administração medicamentosa ou analisar e modelar estruturas moleculares.

Na “rentrée”, foi a Escola de Verão de Física (já na sua 12.ª edição) a primeira a entrar em funcionamento, abrindo a 29 de Agosto e encerrando a 2 de Setembro. Setenta e cinco estudantes do ensino secundário tiveram a possibilidade de participar em seminários sobre relatividade, mecânica quântica e nanotecnologias e de se envolverem em projetos orientados por investigadores do Departamento de Física e Astronomia da FCUP em temas que vão da ótica e das suas muitas aplicações científicas e tecnológicas à produção de energia, passando pela compreensão do fenómeno da supercondutividade ou pela construção e programação de robôs.

2016-09-07
...e introduzindo o fim

Organizada em torno de cursos, palestras e projetos, a Escola de Verão de Matemática – outra das escolas de introdução à investigação da U.Jr. – é organizada pelo Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências, tendo-se iniciado a 5 de Setembro. Este ano, os temas abordados nas sessões são a geometria projetiva, as simetrias e a lógica, a que se adiciona o trabalho em projetos em áreas como a aplicação da matemática na epidemiologia, as representações numéricas binárias e as funções polinomiais. Vinte e cinco estudantes do ensino secundário puderam beneficiar desta experiência e do contacto com docentes e investigadores matemáticos da FCUP e oradores convidados. 

Tal como a Escola de Matemática, também a Escola de Ciências da Vida e da Saúde (ECVS) teve a sua sessão de abertura no dia 5 de Setembro. Este projeto educativo em que participam investigadores das faculdades de Ciências da Nutrição, Desporto, Engenharia, Farmácia, Medicina, Medicina Dentária e dos institutos de Ciências Biomédicas e de Investigação e Inovação em Saúde arrancou, este ano, com um encontro no Salão Nobre da U.Porto. Um sorteio ditou a inclusão de 60 jovens nos diferentes projetos (3 estudantes por projeto) conduzidos durante a semana – em microbiologia, imunologia, biologia molecular, genética, toxicologia, anatomia, medicina regenerativa, nutrição, veterinária, sociologia médica… No dia 10 de Setembro, na sessão de encerramento da ECVS, os estudantes apresentarão os resultados dos seus trabalhos. Será, também, o canto do cisne da Universidade Júnior de 2016. Mas a fénix renasce em 2017, claro. Até para o ano!

2016-09-07
Grande Júnior!

Encerrado o programa de Junho/Julho da Universidade Júnior 2016, aqui ficam alguns números sobre a maior edição da U.Jr. até agora registada:

  • Foram propostas 175 atividades por mais de 200 docentes e investigadores da Universidade do Porto.
  • Foram ocupadas 6604 vagas por estudantes do ensino básico e secundário, do 5.º ao 11.º ano de escolaridade.
  • Cerca de 430 monitores executaram o programa (estudantes dos últimos anos de licenciatura/mestrado, recém-licenciados, investigadores, estudantes de doutoramento).
  • Inscreveram-se 1337 estudantes no programa de alojamento e de atividades suplementares.
  • Ao longo de quatro semanas, foram servidos cerca de 40 mil almoços nas diversas cantinas universitárias.
2016-08-23